DENÚNCIA – ESGOTO A CÉU ABERTO EM MESTRE D’ARMAS

Um mau cheiro que se sente a quilômetro, uma podridão correndo por sobre a calçada e o asfalto, os carros sendo emporcalhados e a rede águas pluviais que vão direto ao ribeirão Mestre d’Armas recebendo os detritos sem nenhum tratamento. Esta a situação que os residentes no Condomínio Mestre d”Armas, localizado à margem esquerda da BR 020, de quem vem de Brasília rumo ao Nordeste, convivem de quando em sempre por mais de três anos.

A via marginal paralela à BR, que serve de entrada e saída para os veículos que servem ao Condomínio, logo abaixo da passarela de pedestres que cruza a via, está recebendo nos últimos dias uma média diária de mil litros de esgoto in natura. Este esgoto, que devia passar por uma estação de tratamento, recebendo o tratamento adequado para depois ser descartado, está sendo despejado na rede de águas pluviais que serve à região e que caem direto no ribeirão Mestre d’Armas.

O ribeirão Mestre d’Armas, que dá nome a toda região,  tem nascente na parte Oeste da Reserva de Águas Emendadas, mais precisamente na lagoa Bonita, e seria, por sua importância histórica e ambiental merecedor de especial tratamento pelas autoridades do Distrito Federl, está sendo vítima de degradação logo depois que sai do perímetro definido como da Reserva. Além disso, as dificuldades diariamente registradas pela rede de saúde pública, só tendem a aumentar enquanto são negligenciadas ações que protegem a população contra possíveis e imagináveis epidemias, como é este caso.

Fica a denúncia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *