ATENDIMENTO RUIM NO POSTO DA 2 LESTE

                 Homens, mulheres e crianças a espera de atendimento.

O atendimento médico do Posto de Saúde da Quadra 2 do Setor Leste de Planaltina está deixando a desejar no atendimento e, pelas reclamações não se trata do atendimento médico. O problema é administrativo.

A marcação de consultas em número máximo de 20, é feita na sexta-feira que antecede a consulta médica. Todas consultas são marcadas para 13:00h. levando a todos os 20 pacientes a ficarem, os últimos, esperando até quatro horas para serem atendidos na terça feira, quando forem ver o médico.

Hoje, depois de acompanhar os serviços no Posto a partir das 13:00h, vendo o atendimento médico funcionando e pacientes esperando por mais de três horas, resolvi perguntar à triagem: porque tanta espera?

Pacientes, a maioria senhoras donas de casa, conversam esperando a hora da consulta que pode levar até 4 horas.

” Sabendo que somente 20 pessoas marcam a consulta, porque não marca-las distribuindo-as neste horário entre 13:00h às  17:00h?” , perguntei  a administradora do Posto que, de muito mau humor disse que ” o Posto funciona desta forma há anos e vai continuar assim. Está funcionando muito bem. Se o senhor quiser, espera.” O paciente que acompanhei chegou às 13:00h em ponto e foi atendido às 16:10h. Dez minutos de consulta e pronto, perdera três horas de trabalho, meio dia de serviço, cronometrado.

“Porque você não denuncia eles?” perguntou um pai de família que, pela terceira vez, já irritado, chegava para buscar sua mulher que continuava sem ser atendida.

.      O  fluxograma bem feito não contempla o cidadão na hora do atendimento.

O Sistema Único de Saúde – SUS – foi concebido para atender a todo povo e, sendo assim, um dia de serviço para um trabalhador fichado é  absorvido frente ao atestado médico, mas o cidadão que é autônomo, pode perder meio dia de serviço para um atendimento de meia hora. O custo cresce e todos pagam.

É possível melhorar o atendimento? É possível prever o tempo de cada consulta? É possível, melhorando para o paciente que é o fim, definir o horário, aproximado de sua consulta?

Estas perguntas têm uma única  resposta e a Secretária de Saúde Municipal, Daniela Meneses com certeza prestará a devida atenção.

Deixe uma resposta