GREVE PELO 9º DIA E PROTESTO NA CARROCERIA

A greve dos caminhoneiros alcançou o 9º dia e, pelo que se apresenta, vai durar mais dias. Vários caminhões estão parados à beira das estradas e com isso, o abastecimento de gêneros nos supermercados diminui a olhos vistos, propiciando a que comerciantes inescrupulosos cobrem o preço que lhes aprouver das mercadorias consideradas com possibilidade de faltarem. O gás de cozinha, por exemplo, no boca a boca popular, já teria sido vendido, em Planaltina, a 200 reais o botijão, enquanto seu preço no mercado era, antes da paralisação, 75 reais. Os postos de combustíveis continuam com filas quilométricas quando tem gasolina ou álcool para abastecer, no entanto o diesel, que abasteceria aos caminnhões parados está sobrando nas bombas, permitindo que o transporte urbano, as ambulâncias e todo tipo de carro a diesel se abasteça sem maiores problemas. Além disso, alguns dos caminhoneiros tiram suas próprias propostas de greve e cobram pauta que nada tem a ver com o movimento. Fotografamos um caminhão às margens da BR 020 com uma faixa (FOTO) que mostra a posição política de seu proprietário. Certamente o reivindicador não sabe que, vivêssemos em um regime fechado e ele não teria como reivindicar nada. 

Deixe uma resposta