quarta-feira, maio 18, 2022
InícioPlanaltinaPonto de Vista - O NOVO INCOMODA

Ponto de Vista – O NOVO INCOMODA

Quando me propus a escrever o Ponto de Vista de hoje, sinceramente, não estava prevendo falar sobre a novidade, o novo, o recém-chegado. Pensava em falar sobre os exageros que a política local nos trás, quanto a candidaturas, quanto ao excesso de nomes que se apresentam para uma candidatura a deputado… Essas coisas. No entanto fui fazer uma breve reflexão sobre a situação planatinense no contexto da política regional e resolvi caminhar para a direção do incômodo do novo. Incomoda ver: Almirando (PROS), Genival Fagundes (PNM), Lúcia Caitano (PPS), Carlinho do Egito (PSDC), Cristiomário (PSL), Raimundo Good’s (PSB), João Neto (PR) e Professor Jadiel (PT) se arvorarem em sair candidatos a deputado estadual, assim como incomoda ver Lindomar (PCdoB) como pré candidato a deputado federal. Porquê? Olhando ao nosso redor, especialmente em Formosa, cidade de nosso mesmo porte quanto ao número de eleitores, vê-se falar somente em dois, três candidatos no máximo para deputado estadual! Alguma explicação plausível? É possível que Planaltina, cheia de gente nova, sendo cidade nova, ainda não percebeu que liderança não é feito biscoito, que pode-se preparar uma dezena, uma centena de cada vez. Não? Pode ser isso mesmo. O novo, a cidade nova, as ideias novas incomodam. Planaltina pode e está correndo na busca de uma sociedade mais justa, mais humana, mais igualitária, mais respeitada e apresenta uma série de pré candidatos que podem nos representar muito bem na Assembleia Estadual. Cabe a nós eleitores planaltinenses  ver o que pode ser melhor e até podemos nem eleger ninguém! Problema nosso. Aliás, basta ver a idade de nossos pré candidatos a deputado estadual que concluiremos o quão novas são nossas cabeças em exposição! A vizinhança, que podemos de novo mencionar como exemplo a ser ou não seguido, apresenta candidato acima de setenta anos e com mais de trinta de vida pública. O novo incomoda e certamente puxa para uma nova direção. Não tenho dúvida de que nosso caminho é o mais duradouro e que, sem pressa, chegaremos ao nosso destino de cidade protagonista. Diria o mais velho: “Devagar com o andor que o santo é de barro”.

 

.

RELATED ARTICLES

2 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

ANA C M S FIGUEREDO on DESTAQUE SOCIAL – Aninha Macedo –
Rock sem partido on O CARNAVAL FOI LIBERADO?
Terezinha on CORETO ABANDONADO
Terezinha on CORETO ABANDONADO
Edson Campelo de Amiranda on Ponto de Vista É PRECISO POLÍTICOS LOCAIS
Antonio de Pádua on Sobre
Antonio de Pádua on Sobre
Ceiça Nascimento on Sobre
LUCIANA FREITAS on Sobre
Tatiana Mourão on Sobre
admin on Sobre
Evando Meneses on Sobre