EXPERIÊNCIA 2 COM A COVID-19

Edson Macedo de Santana, militar reformado, cinquenta e poucos anos, quase morreu com a Covid.

“Fiquei um mês em casa, isolado, sofrendo todo tipo de dor e com a respiração ruim, apesar de ter desconfiado cedo que poderia ter contraído a Covid 19. Fiz o teste e não deu outra”, disse o militar reformado e um dos empreendedores imobiliários de Planaltina.

A experiência? “Quanto mais cedo a gente começar o tratamento, melhor”, explicou Edson, dizendo que ficou em casa recebendo o apoio da família, especialmente da esposa, que o manteve alimentado, bebendo muita água e tomando vitaminas diversas e um antibiótico, receita passada por médico da cidade.

“Ainda estou me recuperando. A cabeça não está boa depois de quase quinze dias que testei negativo e pude sair do isolamento. Estou tomando três medicamentos diários para poder aliviar dores e conseguir dormir. A ansiedade, a insônia e as dores são de deixar a gente com vontade de morrer. Não desejo isso pra ninguém”, falou-nos o conhecido Cabinho.

Enquanto Edson Macêdo recuperava-se da enfermidade, dois de seus primos primeiro (Joel Corretor e Neto Bahia do Gás) ambos de sua idade e ainda uma prima de seu pai (dona Maria), morreram vítimas da pandemia.

Uma experiência dolorida.

Deixe uma resposta