pONTO DE vISTA – Praça no abandono?

A Praça Joaquim Mineiro, construída duas vezes pelo prefeito Reis(PDC), agora corre o risco de ser destruída pela terceira vez.

A cidade de Planaltina, sede do município de mesmo nome, localizado na saída Norte/Nordeste de Brasília e que substituiu a antiga sede que ficou dentro do quadrilátero do Distrito Federal é, tal qual a Capital Federal uma cidade planejada, carecendo de investimentos, especialmente na sua infra-estrutura.

No entanto, enquanto Brasília vive às despensas nacionais recebendo por justiça alto investimento, Planaltina que cedeu grande parte de seu território (inclusive sua velha sede: Planaltina-DF) para a construção da Capital Federal, a mãe goiana luta com parcos recursos e infindáveis dificuldades políticas para consolidar-se como nova sede municipal há exatos 61 anos.

Joaquim Gonçalves Sobrinho, o Joaquim Mineiro foi o fazendeiro que cedeu cerca de 300 alqueires goianos de sua fazenda, em troca de 2 mil lotes urbanos de uma possível nova cidade de Planaltina, isso em 1958. Ele, “seu” Joaquim, também foi prefeito do município no período de 1972 a 1976, tem histórico político ilibado, inclusive doou seu salário de prefeito para a municipalidade durante o mandato, além de ser sepultado no cemitério local, o que lhe fez merecedor de ser nome de Praça, de colégio municipal, de avenida ou qualquer outro probo público. Assim é que surgiu a ideia do nome da praça na cabeça do Vereador Teleomar Nascimento, o Tel, conhecedor da história que deverá propor o nome aos colegas ainda neste mês.

Pois bem, contada esta história, a Praça Joaquim Mineiro fica no centro da cidade, proximidades do Fórum, de frente à sede da Caixa Econômica Federal, foi transformada em local aprazível pelo então prefeito Eles Reis de Freitas, o Reis(PDC), que assumiu o poder municipal em finais de 2013, após cassação judicial de seu antecessor. No começo de mais um período de turbulência política do município Reis realizou a construção da praça nos últimos 60 dias de seu mandato, que foi encerrado a 31/12/2016, já que perdera a reeleição no pleito de 05 de outubro daquele ano para Dr. Davi Lima e dona Cida dos Santos (PROS).

Dr. Davi (PROS) assumiu a prefeitura a 02/01/2017 e começou o sofrimento da Praça do Reis. Construída havia três meses, o local foi literalmente abandonado sem um pingo de água sequer, sem nenhum zelo por parte do poder público municipal. Não poderia ocorrer outra coisa: a praça definhou-se de sede, a grama secou, as palmeiras imperiais sucumbiram ao sol, as plantas morreram e a infra-estrutura abandonada foi, em parte, depredada. A praça acabou.

Dá pra ver e sentir o abandono da praça.

O município, tendo a praça como espelho, entrou em um período de dificuldades políticas nunca antes visto. Dr. Davi e dona Cida foram cassados, o presidente da Câmara de Vereadores assumiu e foi preso, o vice-presidente assumiu e uma eleição suplementar foi realizada. Reis ganha estas eleições em 2018 e retorna ao executivo de Planaltina.

A estabilidade política necessária não voltou ao município, mas o prefeito Reis dedicou-se caprichosamente a recuperar a Praça Joaquim Mineiro, enquanto esteve a frente da prefeitura, tornando o lugar em ponto de encontro dos namorados, além de local de encontro e realização das festividades do município, especialmente as festas juninas.

Reis, ainda foi surpreendido no final de 2018 por seu vice, que chegou a assumir a cadeira de comando mas, sem sustentação legal caiu. No entanto a instabilidade continuava e, em março o Tribunal Superior Eleitoral – TSE – deu ganho de causa a Dr. Davi. A praça estava novamente ameaçada mas, Dr. Davi renuncia e dona Cida (PROS) assume o comando municipal.

A marca do PROS na Praça Joaquim Mineiro. Ele, certamente, aprovaria o monumento.

O município, frente a decisão judicial superior começou a respirar ares de normalidade e a experimentar momento de organização administrativa, já que dona Cida, mãe do presidente nacional do Partido Republicano da Ordem Social – PROS – estava disposta a mostrar que a sigla, originária de Planaltina, trabalharia diuturnamente para melhorar a situação politico-administrativa do município.

Dona Cida foi fiel zeladora da Praça nova e, trabalhou na melhoria da mesma, fixando, inclusive bonito monumentos com os dizeres: “Eu ❤️ Planaltina – GO” e restaurar parte do gramado ainda não recuperado.

Vieram as eleições de 2020, Reis não pode concorrer devido a problemas de ficha suja e dona Cida perdeu as eleições para o Delegado Cristiomário (PSL) que assumiu a 01 de janeiro deste ano.

Enquanto era período de chuvas regulares, que aqui na região ocorre entre outubro e abril do ano seguinte a Praça Joaquim Mineiro estava bonita, grama viçosa, flores nos pergolados e árvores crescendo. Agora, mês de junho, quando a seca bate forte e quando chove é para trazer frio, a praça está sofrendo os ares de abandono. Sem irrigação regular sua beleza está se esvaindo dia a dia. Vem a pergunta: será que vão deixar coqueiros, aroeiras, ipês, acácias amarelas e mais de 3 mil metros quadrados de grama morrerem a míngua?

Árvores nativas e novas de plantio começam a sentir a força da seca.

Deixe uma resposta