COMPLICAÇÃO GOIANA

O chamado Entorno Norte de Brasília, território goiano que dá acesso ao que se convencionou chamar de Nordeste Goiano, onde estão  inseridas as cidades de Planaltina servida pelo GO 118  e Formosa, às margens da BR 020 as duas dividindo com o Distrito Federal é região complicada quanto as aspecto político de Goiás. Até já a chamaram de ” terra do nem- nem” ou seja, nem Goiás e nem Distrito Federal, tal é a incerteza que campeia na região quanto a decisões eleitorais.

A Professora Kátia Macedo, que surgiu  em Planaltina, é nome capaz de representar a região que tem no MDB o partido entre os maiores na força regional.

Não raramente os nomes tidos como  fortes na região são descartados pelo restante do estado de Goiás e, assim, desorientando a todo projeto político regional.

Daí a justa preocupação do universo político desta região no tocante a buscar  unidade, o que a cada pleito enseja lutas para apresentar nomes capazes de se identificarem com o  eleitorado existente que, não ultrapassando a casa dos 200 mil, não poderia se permitir muito dividido, o que não ocorre, no entanto.

O Professor Zenilton (PSDB) já foi testado nas urnas em Planaltina para o executivo, para onde tem maior afinidade.

Hoje já são quatro candidatos a deputado estadual em Planaltina. Professora Kátia Macedo (MDB), Eva Márcia (PT),  Zezinho do Planalto (PRTB)  e Professor Zenilton (PSDB), nomes que iniciaram a disputa pelos 61 mil eleitores planaltinenses e que, devido a divisão, terão que buscar complemento de votos em outros colégios eleitorais para que se alcance o objetivo.

Vários nomes do senário político estadual aparecerão com alguns votos mas urnas do Nordeste Goiano. São nomes que viram na região uma possibilidade eleitoral, já que  a desunião ainda dá as cartas e toda eleição torna-se possibilidade de conseguir voto fácil.

Para os nomes do metiê político de Goiás, todo o Entorno do Distrito Federal torna-se a complicação do estado.

Deixe uma resposta