PLANALTINA FORA DA ASSEMBLEIA

Apesar da demonstração de força do prefeito Delegado Cristiomário (PSL), que teve seu vice, Zezinho do Planalto (PRTB),  como seu candidato a deputado estadual, alcançando votação superior a 17 mil votos;  também a demonstração de oposição consciente de Zenilton (PSDB) que ultrapassou a casa dos 12 mil sufrágios, Planaltina, mais uma vez, fica sem um representante na Assembleia goiana, na ALEGO.

No entanto,  novos nomes promissores surgiram, deixando claro que Planaltina continua a produzir políticos capazes de enfrentarem as batalhas impostas pela candidatura a deputado e avançar em meio ao fogo cruzado daqueles que já mantém tradição no Estado.

Nomes como o do ex-vereador Carlinhos do Egito, Eva  Márcia (PT), Kátia Macedo (MDB), Ingrid (PSC) fizeram – se presentes e capazes de conduzir campanhas esclarecedoras para a opinião pública, consolidando suas posições políticas para as próximas eleições, inclusive deixando claro que a força da mulher faz-se presente e exige observação.

Se o município não conseguiu unir-se para se fazer representar no estado, certamente terá chance de unir-se para cobrar maior empenho da administração atual e, até mesmo, unir-se para o embate nas próximas eleições, sabendo que, dividir é dar chance a que nada de positivo aconteça, o que claramente atende a interesse de quem está no poder municipal, já que para quem já detém o poder, quanto mais dividido, politicamente, melhor.

É preciso que a sociedade cobre maior união da classe política e exija posição de busca de união das lideranças do poder, objetivando vencer a barreira regional.

Fica a lição.

Deixe uma resposta