PÁSSAROS NAS PRAÇAS

Em Planaltina, nova sede urbana fincada no cerrado a partir de 1958, guarda até hoje o cheiro das trilhas de veados campeiros e catingueiros, tatus, tamanduás e toda espécie de animais cerratenses. Os pássaros, então, até hoje são vistos por todos os lados e ainda fazem dos prédios mais altos e das árvores mais frondosas seus habitat.

O caga-sebo ou galo do campo domina a Praça Joaquim Mineiro e, afoito, investe bicando aos pedestres que passam, arriscando, ele, ser surpreendido por um tapa de quem se assustar com a artilharia frágil do passarinho.

O caga-sebo ou galo do campo é campeão em investidas sobre os frequentadores da Praça Joaquim Mineiro.

Os periquitos vassourinha, nas tardes que antecedem o período das chuvas, mais de uma centena deles revoam e fazem algazarra sobre a Câmara de Vereadores e a Praça Jurandir Camilo Boaventura. Nas árvores maiores e com ocos em suas galhas, nas proximidades do prédio da prefeitura municipal, os periquitos chocam, os filhotes não raramente caem dos ninhos e a cada ano aumenta o número de membros nas revoadas vespertinas.

O filhote de periquito vassourinha caiu do ninho e será devolvido à praça tão logo consiga voar.

As araras canindé fazem da torre da Igreja Matriz do Divino um ponto de descanso ao final das tardes, assim como o prédio do Shopping Planalto Mall é visitado por elas que, as vezes, sem parada pelo centro, passam rasante por sobre a cidade rumando a Leste, buscando o buritizal para os lados do Parque Ecológico.

Os bem-te-vis mirim povoam as praças em geral e não brincam com predadores

Bem-te-vis, coleiros, canários da terra, joãos-de-barro,  tesourinhas, sanhaços, sabiás, jandaias maracanã são vistos, a toda hora, especialmente, neste período de início das chuvas mostrando que, a invasão que impetramos no cerrado, expulsando várias espécies, está agora, depois da arborização  restabelecida, (cambuís, ipês, mognos, sibipirunas, espasmódias,  ingazeiros, castanheiras, côco jerivá, coqueiro imperial, babaçu) atraindo várias espécies para dar vida silvestre ao centro da cidade.

Deixe uma resposta