sábado, maio 21, 2022
InícioPlanaltinaQUEM APOIAR HADAD PERDE O MUNICÍPIO - Ponto de Vista

QUEM APOIAR HADAD PERDE O MUNICÍPIO – Ponto de Vista

Terminada as apurações do primeiro turno das eleições presidenciais e, mesmo sem dados oficiais nas mãos, pode-se dizer que, aqui em Planaltina, Jair Bolsonaro 17 foi o campeão de votos e continuará a influenciar o pleito para mandato suplementar de prefeito na cidade, em eleição que ocorrerá simultaneamente à de Presidente da República.

Os cinco nomes apresentados para as eleições de mandato curto ( 01/01/2019 a 31/12/2020) André Luiz, Eles Reis, João de Abides, João Edson e Vilmar Popular tiveram suas participações (mais ou menos) no trabalho de condução de votos do primeiro turno nacional e agora, aproveitando ou não desse trabalho, irão buscar o apoio popular para comandar a prefeitura naquele período acima mencionado.

O que se pode depreender deste início de campanha nas redes sociais é que  André Luiz (PRB) e Reis (PTC) já se colocaram na frente quanto a postagens. Naturalmente que Reis, que perdeu as eleições passadas para o candidato cassado, Dr. Davi, já tem um grupo de apoiadores mais definido, enquanto o Pastor André, além de administrar a prefeitura, começou agora a organizar-se como candidato. No entanto os dois nomes aparecem nas redes sociais, sendo que Reis, inclusive, já cooptou o vereador Fagundes (PMB), candidato derrotado para deputado estadual.

O Pastor André,evangélico,dificilmente apoiará ao PT (Hadad) para o segundo turno; Eles Reis, que também tem apoio de evangélicos e católicos, certamente terá a mesma dificuldade que André; João de Abides, apesar de evangélico é emedebista de muitas décadas e poderá vestir a camisa petista, buscando os votos de Hadad na cidade; João Edson, o Joãozão é outro nome que, prossista, poderá vestir a camisa vermelha, já que o PROS é aliado do PT a nível nacional; e Vilmar Popular (PPS) tem recebido o apoio espontâneo de José Neto, admirador e defensor das políticas lulistas, mas, contrabalançando, recebeu, mesmo antes do encerramento do primeiro turno das eleições nacionais, o apoio incondicional do Delegado Cristiomário (PSL), que é partidário de Bolsonaro.
O que se pode dizer antecipando é que, o nome de Bolsonaro irá, quando chamado em palanque, ajudar de maneira indiscutível ao candidato a prefeito da cidade, já que seus apoiadores foram muito mais fortes do que os apoiadores de Hadad.

RELATED ARTICLES

Deixe uma resposta

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

ANA C M S FIGUEREDO on DESTAQUE SOCIAL – Aninha Macedo –
Rock sem partido on O CARNAVAL FOI LIBERADO?
Terezinha on CORETO ABANDONADO
Terezinha on CORETO ABANDONADO
Edson Campelo de Amiranda on Ponto de Vista É PRECISO POLÍTICOS LOCAIS
Antonio de Pádua on Sobre
Antonio de Pádua on Sobre
Ceiça Nascimento on Sobre
LUCIANA FREITAS on Sobre
Tatiana Mourão on Sobre
admin on Sobre
Evando Meneses on Sobre