IMPERADOR ABRE A CAIXA DE FERRAMENTAS

Carlim Imperador e Zé Luiz são vereadores eleitos pela legando do PROS, partido que nasceu no município de Planaltina, sendo Carlim o primeiro a chegar à presidência da Câmara vindo da legenda.

O vereador Carlos Lopes Ribeiro (PROS), conhecido popularmente como Carlim Imperador, estará à frente dos trabalhos do Legislativo planaltinense a partir do próximo mês de fevereiro, depois de ser eleito em pleito interno muito concorrido (9 a 8), vencendo Almério Barros (PSC). Carlim é vereador pelo segundo mandato consecutivo, tendo sido eleito em 2012 pelo PPS e agora, em 2016, eleito pelo PROS, partido que, inclusive, foi deposto da prefeitura pelo Judiciário, perdendo o Prefeito Dr. Davi Lima e a vice Pastora Cida, acusados de abuso de poder econômico e político no decorrer do pleito que os elegeu. O Legislativo, assim como o Judiciário planaltinenses estão de recesso, mas tivemos no gabinete do futuro presidente da Câmara e lá encontramos Carlim e o vereador Zé Luiz, companheiros de partido. Carlim nos recebeu para falar de suas pretensões e como vê o trabalho da Câmara de Vereadores.

R.N: Vereador, qual a expectativa do senhor para 2019?

Carlim Imperador: Estou otimista. Acredito que será um ano especial para o Brasil e eu, acredito, escolhido por Deus para moralizar a Câmara Municipal de Planaltina. Vamos trabalhar com transparência. Vamos digitalizar a todos nossos atos administrativos para que não haja dúvidas sobre o nosso trabalho. A população cobra e precisa disso.

R.N: E quanto à eleição da mesa, a sua eleição… Há rumores de que não está legal… Como o senhor vê?

Carlim Imperador: Tivemos uma eleição normal, respeitando a todas as leis e normas do momento, um pleito democrático com resultado imprevisível, ganhei de 9 a 8. Dá pra ver que não foi fácil, mas, não vejo nada que possa suscitar dúvida. Estamos nos organizando para fazer uma administração exemplar. É preciso.

R.N: Como o senhor vê a ação do Ministério Público aqui na Câmara de Vereadores? Como o que aconteceu aqui recentemente.

Carlim Imperador: Acho necessário fiscalizar. É nosso papel de vereador fiscalizar os atos do Executivo, assim como é papel do MP fiscalizar e preocupar-se com as ações da Câmara e outras. Não há necessidade, no entanto, da presença policial e do MP na Câmara, senão, quando existe atos  graves denunciados e muitas dúvidas. Por isso é que vou trabalhar com a transparência absoluta, buscando evidenciar nosso respeito aos atos públicos e fazendo um trabalho de integração entre os poderes. A democracia exige isso.

R.N: Como o senhor irá trabalhar com os demais poderes?

Carlim Imperador: O trabalho da Câmara é imprescindível para qualquer município. Nós vereadores podemos não ser, individualmente, nada senão o representante de um grupo de pessoas. Mas, aqui na Casa do Legislativo o conjunto de todos nós é o espelho do município que somos. Eu, como presidente, irei tratar de zelar pela independência do Legislativo, valorizando o trabalho de cada vereador e, como Câmara, discutindo com respeito e independência as propostas de cada vereador, assim como apoiando a fiscalização que somos eleitos para realizar.

R.N: E o trabalho com o Executivo, o senhor que é adversário político, como será?

Carlim Imperador: Somos dois cidadãos planaltinenses (Reis e eu) que temos a mesma preocupação com o município. Queremos que a municipalidade progrida, se sinta bem. Nosso trabalho será respeitoso.

 

 

 

Deixe uma resposta