domingo, maio 22, 2022
InícioPlanaltinaponto de vista - O IMPASSE LEGISLATIVO X EXECUTIVO EM PLANALTINA

ponto de vista – O IMPASSE LEGISLATIVO X EXECUTIVO EM PLANALTINA

O prédio da Câmara planaltinense tem sido palco de decisões controversas e contestadas do vereador presidente Carlim Imperador.

A Câmara de Vereadores de Planaltina – Terra de criança feliz – vem, e não é de agora, causando problemas para o poder Executivo do município, para o prefeito Eles Reis de Freitas. Desde meados deste ano, quando aceitaram o parecer do TCM – Tribunal de Contas do Município – que apontava irregularidades técnicas nas contas da administração do prefeito em 2015, quando da primeira passagem de Reis pelo comando da prefeitura, não se acertou mais o compasso entre os dois Poderes.

O presidente da Câmara, Carlos Lopes Ribeiro, o popular vereador Carlim Imperador (PROS), depois de apoiar Reis para o mandato tampão de dois anos e pouco, isso, depois da cassação judicial do mandato de Dr. Davi (PROS) seu correligionário, resolveu tornar-se em adversário ferrenho do prefeito. De adversário pessoal de Reis (PTC), o prefeito, devido a imbróglios que aqui não cabem, Carlim tornou-se franco atirador contra qualquer interesse que venha da prefeitura.

No início de dezembro o vereador Lindomar (PCdoB),  através de rede social, fez denúncia contra o prefeito, exibindo documentos que, supostamente, seriam provas contra o prefeito Reis e encaminhou pedido de providência à presidência do Legislativo que, em resumo, é o poder que deve julgar os atos do Executivo.

No dia 15 de dezembro, data para eleição da nova mesa diretora do Legislativo, Carlim pretendia continuar seu trabalho à frente da Casa, mas a Chapa 2, oposicionista a ele, teve a maioria dos votos, derrotando suas pretensões, tendo à frente o vereador Salvador de Paula (PR) um dos  defensores da administração do prefeito Reis.

Depois de dar como encerrado o ano legislativo sem aprovar a Lei Orçamentária Anual – LOA – e causar impasse devido a proibição expressa na Lei Orgânica Municipal de não permitir recesso antes de se aprovar o Orçamento ou contas para o ano seguinte, Carlim retornou à Câmara para Sessões Extraordinárias, convocadas justamente com a finalidade de votar aquelas pendências e, sem nenhum debate, alegando o pedido de providências do vereador Lindomar, baixa ato cassando o prefeito Reis, convocando, imediatamente, e dando posse ao vice prefeito, João Neto (PR). Um ato que deverá ser analisado pelo Judiciário para ser validado ou não, mas que já causou estragos irreparáveis para a municipalidade.

O que se espera para 2020 é que, passada a administração adversária de Carlim Imperador (PROS) e o comando de Salvador de Paula (PR) faça-se presente na Câmara, o impasse do Legislativo com o Executivo de Planaltina seja superado e o prefeito tenha dias de paz para poder enfrentar os inúmeros problemas que a cidade vive.

Tenham todos um Feliz Natal e um Ano Novo de Luz e Esperança.

 

 

RELATED ARTICLES

Deixe uma resposta

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

ANA C M S FIGUEREDO on DESTAQUE SOCIAL – Aninha Macedo –
Rock sem partido on O CARNAVAL FOI LIBERADO?
Terezinha on CORETO ABANDONADO
Terezinha on CORETO ABANDONADO
Edson Campelo de Amiranda on Ponto de Vista É PRECISO POLÍTICOS LOCAIS
Antonio de Pádua on Sobre
Antonio de Pádua on Sobre
Ceiça Nascimento on Sobre
LUCIANA FREITAS on Sobre
Tatiana Mourão on Sobre
admin on Sobre
Evando Meneses on Sobre