NASCENTES DO RIO TOCANTINS

Buritizal a margem da lagoa Formosa
Parque Ecológico em Planaltina, nascente do ribeirão Pãina.

As águas do caudaloso e importante rio brasileiro, que corre rumo Norte para alcançar o estuário do Rio Amazonas, na Ilha Marajó, o Tocantins tem nascentes, as mais altas, no Planalto Central Brasileiro.

O rio Maranhão, confundido pelos menos observadores como divisa Sul do município de Planaltina, tem nascentes fortes e de águas límpidas em três localidades distintas nas proximidades e até dentro do perímetro urbano planaltinense.

A lagoa Formosa, lençol hídrico exposto de 16 quilômetros de extensivo por 1 quilômetros de largura, é a referência maior de onde brota o rio Maranhão, um dos maiores senão o maior afluente do rio Tocantins.

Outra nascente, o ribeirão Pãina, curso de água nem tão volumoso que corta a sede planaltinense pelo lado Sul, nasce em duas fontes distintas, uma delas dentro do Parque Ecológico de Planaltina e a outra, a aproximadamente 500 metros acima da primeira, fundos do conhecido Clube do Espingarda.

O rio Maranhão forma-se quando recebe as águas do ribeirão Veredão, águas Norte da reserva florestal de Águas Emendadas e torna-se mais forte quando recebe as águas do Pãina, que já se juntara às águas do Lambari, formando o Contendas e daí para o Maranhão que irá ainda receber o rio Tigre, outro de águas planaltinenses, rumo ao Tocantins, já a Oeste do município, marcando divisa com Mimoso de Goiás, Padre Bernardo.

Deixe uma resposta