quarta-feira, maio 18, 2022
InícioDestaquePfizer pediátrica passa a ser destinada a público específico

Pfizer pediátrica passa a ser destinada a público específico

A partir desta quinta (3), imunizante será reservado a crianças de 5 anos e imunossuprimidos de 5 a 11 anos. Decisão segue orientação do Ministério da Saúde

Agência Saúde* I Edição: Rosualdo Rodrigues

A partir desta quinta-feira (3), o imunizante pediátrico da Pfizer-BioNTech será destinado exclusivamente a crianças de 5 anos e imunossuprimidos de 5 a 11 anos. A decisão da equipe técnica da Secretaria de Saúde segue a orientação do Ministério da Saúde.

A vacinação de crianças de 6 a 11 anos sem imunossupressão continua, normalmente, com as doses da CoronaVac

A gerente da Rede de Frio, Tereza Pereira, ressalta que seguir a determinação da pasta federal é a garantia de doses para esse público específico. “Como recebemos as doses do Ministério da Saúde e não sabemos quanto ainda receberemos, a preocupação é que, se não seguirmos a recomendação, talvez não tenhamos imunizantes suficientes para atender as crianças de 5 anos e imunossuprimidas”, explica a gerente.

Na quarta-feira (2), o Distrito Federal recebeu mais 23.900 doses de Pfizer-BioNTech pediátrica, do Ministério da Saúde, para dar seguimento à vacinação infantil. Com essa entrega, o DF já recebeu 80 mil vacinas dessa marca.

Zé Gotinha
O DF possui doses de CoronaVac suficientes para aplicar em todo o público de 6 a 11 anos com a primeira e a segunda dose. Foto: Agência Saúde-DF

Para evitar o desperdício de doses, a aplicação da Pfizer-BioNTech pediátrica ocorre apenas até uma hora antes do fechamento do ponto de vacinação. Nesse momento, a equipe deve verificar se há crianças de 5 anos ou imunossuprimidas de 6 a 11 anos na fila e avaliar a necessidade de abertura de um novo frasco ou se o que já está aberto é suficiente para atender o público que aguarda.

O DF é uma das unidades da Federação que mais vacinou crianças no Brasil. Até a quarta-feira (2), 77.762 crianças de 5 a 11 anos receberam a primeira dose

Caso haja crianças no perfil de uso da Pfizer pediátrica, elas têm prioridade no atendimento. “Essa organização é importante para não perdermos doses, uma vez que o público é restrito”, enfatiza Tereza. Cada frasco da Pfizer pediátrica possui 10 doses. Se, após as crianças de 5 anos e de 5 a 11 com imunossupressão vacinarem, ainda restarem doses, as remanescentes devem ser ofertadas às próximas crianças da fila até acabar o frasco.

Doses suficientes

A vacinação de crianças de 6 a 11 anos sem imunossupressão continua, normalmente, com as doses da CoronaVac. O DF possui vacinas suficientes para aplicar em todo o público dessa faixa etária com a primeira e a segunda dose. “Ter estoque garante o ritmo da vacinação”, pontua o general Manoel Pafiadache, secretário de Saúde.

Os pais e responsáveis podem conferir a lista de pontos de vacinação infantil aqui.

 

No DF, 200 mil moradores ainda não se vacinaram

O DF é uma das unidades da Federação que mais vacinou crianças. Até a quarta-feira (2), 77.762 crianças de 5 a 11 anos receberam a primeira dose. Esse público é estimado em 268.474 crianças, segundo dados da Codeplan. Para o general Manoel Pafiadache, a imunização é a principal medida para conter o avanço da covid-19. “Vacinar é a grande defesa que nós temos”, enfatizou ele.

*Com informações da Secretaria de Saúde do DF

RELATED ARTICLES

Deixe uma resposta

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

ANA C M S FIGUEREDO on DESTAQUE SOCIAL – Aninha Macedo –
Rock sem partido on O CARNAVAL FOI LIBERADO?
Terezinha on CORETO ABANDONADO
Terezinha on CORETO ABANDONADO
Edson Campelo de Amiranda on Ponto de Vista É PRECISO POLÍTICOS LOCAIS
Antonio de Pádua on Sobre
Antonio de Pádua on Sobre
Ceiça Nascimento on Sobre
LUCIANA FREITAS on Sobre
Tatiana Mourão on Sobre
admin on Sobre
Evando Meneses on Sobre