RÃ, SAPO OU PERERECA: QUAL É A DIFERENÇA ENTRE ESSES ANIMAIS?

Por mais inteligente que você seja — biólogos não contam! —, é bem provável que você já tenha tido alguma dificuldade em diferenciar um sapo de uma rã ou diferenciar ambos de uma perereca. Afinal, essas três espécies de anfíbios são bastante parecidas e podem causar certo tipo de confusão.

Mesmo assim, essas criaturas têm muitas diferenças entre si, seja na morfologia, no comportamento ou na classificação zoológica. Por isso, nós criamos esse artigo para você aprender um pouco mais sobre cada um deles e saber de uma vez por todas diferencias uma rã, um sapo e uma perereca. Preste atenção!

1. Rã

(Fonte: Wikimedia Commons)

Duas características que mais se destacam entre as rãs é o fato de apresentarem pele lisa e cintura mais robusta que outros anfíbios similares. Além de serem ótimas saltadoras, as rãs também conseguem nadar muito bem por terem as membranas entre os dedos que fazem que seus pés funcionem como um pé de pato.

Costumam medir até 30 cm e apresentam um hábito mais aquático, sendo encontradas principalmente em locais mais próximos a lagos e outros lugares úmidos. Em alguns países, a rã é vista como uma iguaria e pode aparecer em diversos pratos sofisticados.

Existem mais de 4 mil espécies desse tipo ao redor do planeta, sendo elas reconhecíveis pelas suas pernas longas que correspondem a mais da metade do seu tamanho.

2. Sapo

(Fonte: Shutterstock)

Na hora de identificar um sapo, prestar bastante atenção na sua pele pode servir de grande ajuda. Essas criaturas são um pouco mais “esquisitas” que as demais e costumam ter pele mais seca e rugosa. Em geral, os sapos também são mais volumosos e têm pernas curtas, o que os impede de saltar grandes distâncias.

Esses anfíbios podem medir até 25 cm e são equipados com as chamadas glândulas paratoides, nas quais é produzido veneno. Portanto, ao contrário das rãs, não é muito recomendado que uma pessoa tente se alimentar de um sapo. Esses animais são encontrados em áreas mais secas, preferindo viver a maior parte do tempo na terra.

Para os sapos, os ambientes aquáticos são mais procurados somente na época de reprodução. A espécie mais comum no Brasil é o sapo-cururu.

3. Perereca

(Fonte: Shutterstock)

De maneira resumida, a perereca costuma ser bem menor do que um sapo ou uma rã — medindo até 10 cm. Uma característica bem chamativa nesses animais são seus olhos esbugalhados e saltados para fora da cabeça. Vale ressaltar que também apresentam pernas finas e longas, construídas perfeitamente para facilitar a execução de longos pulos.

Para a surpresa de muitos, uma perereca pode conseguir atravessar uma distância de 2 metros em um único pulo. As pontas dos dedos da perereca têm um tipo de ventosa, auxiliando-as a subirem nas árvores. As pererecas também preferem viver em terra firme, mas você pode tranquilamente encontrá-las em galhos de árvores nas regiões tropicais.

Fonte: Mega Curioso

Deixe uma resposta