quarta-feira, maio 18, 2022
InícioDestaqueVia Sacra de Planaltina volta a ser presencial

Via Sacra de Planaltina volta a ser presencial

Também com transmissão ao vivo, encenação, nesta sexta-feira (15), a partir das 14h, é composta por 15 estações

Agência Brasília* | Edição: Carolina Lobo

O clima em torno da realização da Via Sacra ao Vivo de Planaltina é de emoção e expectativas. Atores, figurantes e público aguardam o momento de reencontro presencial depois de dois anos de interrupção em função da covid-19. Marcada para sexta-feira (15), a partir das 14h, a encenação da Paixão de Cristo já movimenta a comunidade com ensaios do espetáculo composto por 15 estações.

Após interrupção de dois anos em função da covid-19, encenação retorna ao local em que é realizada há quase 50 anos | Fotos: Grupo Via Sacra

Com apoio de R$ 800 mil da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec), por meio de termo de fomento celebrado com a instituição Grupo Via Sacra, a montagem popular e sacra terá, ainda, transmissão ao vivo pelo canal do YouTube da organização. São esperadas mais de 100 mil pessoas, ao longo do dia, no Morro da Capelinha e nas redes sociais.

“Bem imaterial tombado do GDF, a Via Sacra ao Vivo de Planaltina é uma das mais importantes do gênero no país, com impacto na economia local de Planaltina e no turismo do DF. Neste ano, a celebração ganha outros tons com essa emoção do retorno ao local que há quase 50 anos emociona gerações de espectadores”, observa o secretário de Cultura e Economia Criativa, Bartolomeu Rodrigues.

R$ 800 milÉ o valor do apoio que a Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec) repassa à iniciativa, por meio de termo de fomento celebrado com a instituição Grupo Via Sacra

Encenação sacra

Para vivenciar a Via Sacra ao Vivo de Planaltina, é preciso percorrer as 15 estações cênicas que ocorrem de forma itinerante à medida que o público sobe o Morro da Capelinha. Neste ano, será instalada uma tela LED de 10×6 metros na entrada para a exibição de duas encenações extras: Domingo de Ramos, às 13h, e Santa Ceia, às 14h, ambas transmitidas pelo canal do YouTube do Grupo Via Sacra.

Às 14h, a encenação se inicia com os atores do grupo Via Sacra subindo o Morro da Capelinha em cortejo para assumirem as suas posições, em uma ambientação cênica. Às 16h, começam os julgamentos: religioso de Cristo por Anás e Caifás, seguido pelo político por Herodes. Em seguida, abrem-se as 15 estações, com previsão de término às 20h30.

CONHEÇA AS 15 ESTAÇÕES

1ª estação: Os sacerdotes e anciãos do povo se reúnem contra Jesus para o entregarem à morte, levando-o ao governador da Judeia, Pôncio Pilatos. Arrependido, Judas se enforca. Jesus, à frente do governador, é questionado: “És tu o rei dos Judeus?”. Como resposta, Pilatos somente ouve: “Tu o dizes”. Enquanto os antigos o acusavam, Cristo não reage. Como de costume, no aniversário do governador, um dos presos é solto. Do palácio, Pilatos então pergunta ao povo: “Querem que eu solte Barrabás ou o denominado Cristo?”. A multidão escolhe Barrabás para soltura, condenando Jesus à morte em cruz. Pilatos, diante do povo, declara-se inocente daquela acusação.

2ª estação: Para contentar a multidão, Barrabás é solto e Jesus é açoitado pelos soldados enquanto é entregue para a crucificação. Ali lhe vestiram de púrpura e puseram uma coroa de espinhos, saudando-o com “viva ao Rei dos Judeus”. Muitos cuspiam e batiam no condenado.

3ª estação: Sofrendo pelo peso de sua cruz, Jesus cai pela primeira vez durante o percurso.

4ª estação: Cristo avista ao longe a sua mãe, Maria. É encenada a impotência da mãe face ao destino do filho.

5ª estação: Sem força, Jesus não consegue mais carregar a cruz. Os soldados obrigam o camponês Simão de Cirene (Simão, o Cirineu) a transportá-la por um certo trecho.

6ª estação: Verônica retira seu véu e limpa o rosto de Cristo.

7ª estação: A cerca de 600 metros do Tribunal Romano, em direção ao Monte Calvário, os soldados empurram Jesus com a intenção de apressá-lo. Contudo, uma pedra no caminho o faz tropeçar, derrubando-o pela segunda vez.

8ª estação: No trajeto, ao se deparar com mulheres, Jesus pede: “Filhas de Jerusalém, não chorem por mim, mas chorais por vós mesmas e vossos filhos”.

8ª estação

9ª estação: Novamente pelo peso de sua cruz, Jesus cai no caminho entre o Tribunal e Gólgota, a montanha da “caveira”.

10ª estação: Durante a crucificação de Jesus, os soldados romanos repartem as suas vestes em quatro pedaços, tomando também a sua túnica. Para ela, decidiram na sorte quem ficaria com o traje.

11ª estação: Crucificado, Jesus avista Maria de Nazaré, Maria Madalena e João, seu discípulo. Diz: “Mulher, eis aí seu filho”, em referência a mãe, e “filho, eis aí sua mãe”, direcionado a João. Cristo reclama de sede, e lhe dão vinagre.

12ª estação: Os presentes caçoavam de Jesus: “Se tu és mesmo o filho de Deus, desça daí”. Jesus indaga a Deus, questionando por qual motivo o havia abandonado. Ele entrega seu espírito e reclina sua cabeça. Jesus morre.

13ª estação: José de Arimatéia pede ao governador permissão para retirar o corpo de Jesus da cruz, sendo autorizado. Nicodemos o ajuda, levando cerca de cem libras de mirra e aloés. Envolvem o corpo de Jesus com panos de linho e perfumes, como é de costume dos judeus nos sepultamentos. Maria recebe o corpo de Jesus.

13ª estação

14ª estação: Próximo ao lugar da crucificação, havia um jardim que continha um túmulo novo, onde ninguém havia sido sepultado. Rolaram uma pedra à porta. Maria Madalena e Maria observaram o sepulcro em que guardaram Jesus.

15ª estação: Jesus ressuscita.

Como chegar

O Detran desenvolveu duas rotas de acesso. A primeira será destinada a pedestres e veículos credenciados. A segunda, para ônibus e demais veículos. Os agentes de trânsito conduzirão os veículos para três estacionamentos ─ o geral; o destinado a produção e figurantes; e o reservado para pessoas com mobilidade reduzida e idosos. Nesse acesso, também haverá uma rota de emergência.

*Com informações da Secretaria de Cultura e Economia Criativa

RELATED ARTICLES

Deixe uma resposta

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

ANA C M S FIGUEREDO on DESTAQUE SOCIAL – Aninha Macedo –
Rock sem partido on O CARNAVAL FOI LIBERADO?
Terezinha on CORETO ABANDONADO
Terezinha on CORETO ABANDONADO
Edson Campelo de Amiranda on Ponto de Vista É PRECISO POLÍTICOS LOCAIS
Antonio de Pádua on Sobre
Antonio de Pádua on Sobre
Ceiça Nascimento on Sobre
LUCIANA FREITAS on Sobre
Tatiana Mourão on Sobre
admin on Sobre
Evando Meneses on Sobre