Mais acesso a água para agricultores de 33 propriedades de Planaltina-DF

Emater-DF e Codevasf fazem cooperação técnica para execução de projetos que envolvam a irrigação e a gestão da água, além de assistência técnica e extensão rural

Agência Brasília* | Edição: Rosualdo Rodrigues

A presidente da Emater-DF, Denise Fonseca, e o presidente da Codevasf, Marcelo Moreira, assinaram um acordo de cooperação técnica (ACT) nesta quinta-feira (9) para viabilização de projetos que envolvam principalmente questões relacionadas à irrigação e gestão de recursos hídricos.

As tratativas sobre a cooperação entre as duas instituições começaram em 2019, a partir de demandas de comunidades rurais do DF| Foto: Emater-DF

O acordo prevê a execução de um primeiro plano de trabalho que resultará na construção de um sistema de bombeamento de água e irrigação na comunidade da Barra Alta, em Tabatinga, região de Planaltina, onde serão beneficiada famílias de agricultores de 33 propriedades rurais.

“A Codevasf, a partir desse acordo, vai possibilitar que nosso trabalho de assistência técnica e extensão rural impacte ainda mais agricultores e promova o desenvolvimento de outras famílias do campo. Emater-DF e Codevasf estão juntas nessa parceria para levar esperança e dignidade aos que sofrem com a falta de recurso hídrico, além de incentivar ainda mais o desenvolvimento de forma sustentável”, afirma Denise Fonseca.

Para o presidente da Codevasf, esse acordo de cooperação técnica apresenta os passos iniciais e poderá crescer aos poucos de forma sustentável. “Se a Emater-DF tiver projetos-pilotos em desenvolvimento, pode trazer para a Codevasf e vamos analisar a possibilidade de levar recursos para a agricultura familiar. O próximo passo é a apresentação do plano de trabalho para execução do projeto”, declarou Marcelo Moreira.

As tratativas sobre a cooperação entre as duas instituições começaram em 2019, a partir de várias demandas das comunidades rurais do DF para projetos com temas voltados para a segurança hídrica dessas regiões. Além desse primeiro plano de trabalho, formalizado no acordo de cooperação técnica, as instituições estão estudando a possibilidade de execução de novos projetos que envolvem a construção de estações agrometeorológicas, de estações fluviométricas e de irrigação em pequenas áreas.

*Com informações da Emater-DF

Deixe uma resposta