REIS É DERROTADO PELA CÂMARA

 

O prefeito de Planaltina, Eles Reis de Freitas, o popular Reis, teve sua carreira política interrompida pela Câmara de Vereadores planaltinense nesta segunda-feira, dia 03 de junho, quando os vereadores pelo escore de 11 a 05 e 01 abstenção aprovaram o parecer negativo do Tribunal de Constas dos Municípios TCM, rejeitando as contas do prefeito no decorrer do ano de 2015 e, automaticamente, decretando a impossibilidade de Reis concorrer às próximas eleições de 2020.

O PLACAR

A matéria para aprovação ou rejeição de contas do executivo exige coro qualificado, ou seja, dois terços dos vereadores devem aprovar. O placar favorável ao executivo para qualquer matéria que exige este coro, em Câmara composta por 17 nomes, é de no mínimo, 12 votos favoráveis, ou seja 2/3 dos votos. No caso de Reis, ele conseguiu que 11 vereadores dos 17 da Câmara ficassem ao seu lado, enquanto 01 absteve-se de votar, no caso o Presidente Carlim Imperador (PROS) e o restante (5) votou favorável à proposta do relator Almirando Oliveira, que relatou apoiando ao TCM, rejeitando as contas do prefeito naquele ano de 2015. Ainda tem as contas de 2016 que serão julgadas pela mesma Câmara.

Votaram contra o prefeito, rejeitando as contas de 2015 os vereadores abaixo:

Vereador Zé Luiz (PROS)

 

Vereador Almirando (PROS)
Vereador Nando do Pros (PROS)
Vereador José Júnior Piloto (DEM)
Vereador Fagundes (PMB)

Votaram favorável ao prefeito, aprovando as contas de 2015, os seguintes vereadores.

Vereador Tinica (PSDC)
Vereador Almério Barros (PSC)
Vereador Zé Carlos (PDT)
Vereador Salvador de Paula (PSDC)
Vereador Raimundo Good”s (PSB)
Vereador Denis Franco (PST)
Vereador Aroldo Nascimento (PTB)
Vereador Carlinhos do Egito (PSDB)
Vereador Moacir Pontes (PSC)

 

Vereador Hernandes Moraes (PSDC)
Vereador Das Chagas

Uma abstenção do Presidente da Câmara selou o destino de Reis para o período eleitoral de 2020 a 2024, quando o prefeito não poderá ser candidato a nenhum cargo eletivo.

Carlim Imperador (PROS) Presidente da Casa, optou por não votar, ou seja, absteve seu voto.

Deixe uma resposta