SOCORRISTA DE PLANALTINA SALVA MULHER

Da esquerda para a direita: Em pé Josivan, Genival, Sousa, Lúcia e Harildo. Agachados João Bosco Alves, Roberto, Irineu e Renato.

A ação de bravura do socorrista João Bosco Alves,  hoje funcionário da Secretaria da Saúde do Distrito Federal, realizada esta manhã na ponte do rio Corumbá, quando um veículo caiu e foi arrastado pela correnteza, traz a oportunidade de mencionar o trabalho de formação dos socorristas, que em 2006, como funcionários do município de Planaltina – Terra de criança feliz – foram treinados para a criação da Primeira Equipe de Socorristas do município.

Alguns dos nomes que formaram a equipe ainda se encontram prestando serviço ao município e outros buscaram outras atividades no serviço público de outras localidades, como foi o caso do próprio João Bosco, que está trabalhando em Brasília,  outros na área da iniciativa privada como é o caso de Lúcia, a única mulher da equipe e mesmo os que estão, até hoje, no mesmo serviço como Irineu.

A união da Primeira Equipe 192 de Planaltina se expressa até hoje. Quando João Bosco relata sua luta para, nadando sem apoio, sem identificação e em esforço sobre humano para salvar uma pessoa desconhecida, é imediatamente visto por seus colegas “das antigas”, que o aplaudem e o homenageiam nas redes sociais.

“O trabalho de João Bosco Alves é, certamente, o trabalho de todos nós do 192 de Planaltina”, diz Renato Rocha um dos colegas do socorrista herói desta manhã de hoje.

 

 

 

 

Deixe uma resposta