sábado, maio 21, 2022
InícioPlanaltinarÁPIDAS DA pOLÍTICA

rÁPIDAS DA pOLÍTICA

LÁ – Ibaneis, o governador do Distrito Federal resolveu liberar geral quanto ao controle de expansão da Covid 19. Inicialmente a rigidez do controle sobre a população foi destaque, depois os movimentos populares pró e contra Bolsonaro, parecem ter quebrado as regras impostas, inclusive com o próprio presidente sem máscara nas ruas, fez com que o governador, para não ser desmoralizado relaxasse as medidas.

CÁ – Inaugurada a UPA do Jardim Paquetá, obra que vinha sendo protelada desde o governo Zé Neto que a iniciou, passou por um mandato e meio trocando prefeitos, só agora, depois de equipada foi colocada a serviço da comunidade e já pressionada, considerando que terá de fazer o papel de Hospital de emergência, como o municipal Santa Rita, que vive uma polêmica nem tão fácil de ser resolvida.

– O presidente Jair Messias Bolsonaro tanto fez pouco caso que acabou contraindo o vírus da COVID 19. A reação de adversários foi mais longe do que poderia imaginar. Nas redes sociais todo tipo de comentários surgiu, mas o que mais impressionou foi o editorial de um dos jornais maiores, senão o maior do Brasil (A Folha de São Paulo), escrever pedindo a morte do presidente e ainda tentando explicar tal idiotice filosoficamente. “Uma vergonha”, diria o Boris.

– O Hospital Municipal Santa Rita de Cássia, que de há muito merece uma reforma completa e que o ex-prefeito Reis chegou a anunciar, ficou no meio da confusão quando a prefeitura resolveu contratar uma OSS para administra-lo, sem antes falar com ninguém, nem mesmo com os funcionários efetivos do hospital. Já deu Ministério Público e, se não houver explicações convincentes o povo vai ser prejudicado pela contenda.

– Em Formosa, para não fugir a regra do desconforto provocado pela Covid, o prefeito resolveu deixar por conta do governo do Estado, ou seja, considerar o lockdow imposto pelo decreto do Governador para o município e isto causou revolta no empresariado que, incontinente, pressionou ao prefeito. Este, acuado, resolveu flexibilizar mas, heis que o MP lhe aconselhou: “Qualquer morte ocorrida doravante a responsabilidade é do prefeito” Impasse geral.

– A Câmara de Vereadores de Planaltina agora está afinada com o executivo. Dos dezessete edis quatro ficaram com independência, ou seja, os outros estão filiados a partidos orientados pelo PROS na cidade e, não terão nenhuma resistência para aprovarem o que vem do Executivo, inclusive matérias polêmicas.

RELATED ARTICLES

Deixe uma resposta

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

ANA C M S FIGUEREDO on DESTAQUE SOCIAL – Aninha Macedo –
Rock sem partido on O CARNAVAL FOI LIBERADO?
Terezinha on CORETO ABANDONADO
Terezinha on CORETO ABANDONADO
Edson Campelo de Amiranda on Ponto de Vista É PRECISO POLÍTICOS LOCAIS
Antonio de Pádua on Sobre
Antonio de Pádua on Sobre
Ceiça Nascimento on Sobre
LUCIANA FREITAS on Sobre
Tatiana Mourão on Sobre
admin on Sobre
Evando Meneses on Sobre