sábado, maio 21, 2022
InícioPlanaltinaPonto de Vista É PRECISO POLÍTICOS...

Ponto de Vista É PRECISO POLÍTICOS LOCAIS

O ano é eleitoral e não adianta se encolher. Os políticos já estão, de há muito, fazendo seus contatos e conchavos para colocarem-se como candidatos de seus partidos e, isso, longe de seus municípios. Porquê?

Nos municípios não teremos eleições este ano e, daí, não termos necessariamente, de vermos as articulações iniciais que levam às eleições vitoriosas ou não de nossos candidatos.

Portanto, os municípios, na sua grande maioria dos mais de cinco mil, não participam das discussões democráticas que encaminham os candidatos a presidente da República, a Senadores da República, a Deputados Federais e Estaduais, em eleições deste ano, isso porque carecem de representatividade.

No bojo do grande número de municípios sem representantes no debate nacional ou meramente regional, encontram-se localidades de expressivo número de eleitores que, por se acharem divididos em incontáveis candidatos, na maioria sem representarem aquela região, perdem a possibilidade de elegerem um ou mais representantes.

O chamado “Entorno de Brasília” é uma região que abriga hoje 30 municípios goianos que são diretamente atingidos pela divisão de seu eleitorado. Bastante observar que municipios como: Águas Lindas de Goiás, Valparaíso de Goiás, Planaltina e Formosa não têm deputados federais de seus quadros políticos. Porquê? Se têm número de eleitores e políticos competentes? A resposta estaria nos quadros de Brasília que influenciam negativamente a este eleitorado? O observador político pode concluir que este é um dos fatores. As cidades do Entorno são ” dormitórios” dos trabalhadores de Brasília e assim, influenciados diretamente pelos “patrões” que os empregam no Distrito Federal. Como? O “patrão” tem seus interesses políticos e encaminha nome de candidatos de outras regiões de Goiás buscando elegê-los de acordo com seus interesses.

Assim é que urge um melhor trabalho dos candidatos desta região, na busca, inclusive, de evitar-se candidatos futuros a Prefeitos e Vereadores que nada têm a ver com as cidades as quais irão, se eleitos, dirigirem, trazendo, assim, inevitável prejuízo aos políticos locais.

Candidatos a deputados locais são a única forma de iniciar um processo que deve dar maior identidade e competência na discussão das questões regionais.

RELATED ARTICLES

5 COMENTÁRIOS

  1. Precisa urgentemente duma reforma ampla com participação popular,pois os representantes que estão no congresso para representar quem os elegeu,infelizmente legisla quase sempre em causa própria em total prejuízo pra democracia enfim nosso país está precisando duma reforma geral e não somos nós que vamos presenciar tal feito.,nem essses politicos que aí estão graças a Deus.

    • Correto, Campelo. A Democracia é um processo contínuo e estamos pouco habituados com ele. É tocar em frente defendendo melhorias, nunca ditadura.

  2. A raiz do problema está no eleitorado, tão corruptível quanto os tais políticos. A existência de corrupção na esfera política depende exclusivamente do eleitorado interessado em favores e jeitinho ou do ignorante levado pela boa lábia do lobo em pele de cordeiro, talvez esse seja o motivo real da nossa educação ser tão doente. Creio ser impossível transformar a política brasileira sem antes transformar a base acadêmica.

    • Correto, Ângelo. No entanto o país é como uma aeronave que levantou voo com problemas e terá de resolvê-los no ar. Vejo só o sistema Democrático com possibilidade de dar consciência coletiva, consciência de nação e é demorado, precisando de políticos que não queiram ser os donos do poder. Trabalho no sentido de buscar a rotatividade no poder.

    • Já disse em outras oportunidades, Ângelo, que nosso problema é querermos solução para os problemas sociais agora. Seria ótimo. Mas, já se passaram os séculos e continuamos com o país no atraso. Vamos fazer as contas, honestamente e temos 130 anos de República mas, pasme, só trinta de Democracia e sempre agredida pelos ditadores. Mencionou a construção e transferência da capital federal para Brasília e o Plano Real como dois avanços brasileiros da época republicana e democrática (JK e FHC) como prova de que a democracia dá certo e pergunto: qual destaque os períodos ditatoriais (100 anos de República) deixam como legado? É preciso trabalhar no sentido da alternância do poder, como forma de preservar a Democracia e, assim, oxigenar a base popular, a sociedade em geral que irá criar melhores condições de vida.

Deixe uma resposta

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

ANA C M S FIGUEREDO on DESTAQUE SOCIAL – Aninha Macedo –
Rock sem partido on O CARNAVAL FOI LIBERADO?
Terezinha on CORETO ABANDONADO
Terezinha on CORETO ABANDONADO
Edson Campelo de Amiranda on Ponto de Vista É PRECISO POLÍTICOS LOCAIS
Antonio de Pádua on Sobre
Antonio de Pádua on Sobre
Ceiça Nascimento on Sobre
LUCIANA FREITAS on Sobre
Tatiana Mourão on Sobre
admin on Sobre
Evando Meneses on Sobre